13 de dez de 2009

Cariri em festa

Em 11/12/2009 às 12:16
Por Thomas Bruno Oliveira (http://www.ancomarcio.com/)

O Instituto Histórico e Geográphico do Cariry Parahybano, sodalício com sede no Solar dos Árabes, em São João do Cariri, está completando neste mês de dezembro seu 4º ano de fundação. A instituição reúne vários escritores, poetas, e outros intelectuais que possuem em comum a ardente paixão pelos ‘Cariris Velhos’.

No último sábado (05/XII/09), tivemos a Reunião Ordinária de 4º aniversário na ‘Villa Real de São João do Cariry’, com uma vasta programação. Além das clássicas execuções dos hinos Nacional, de São João do Cariri e da Padroeira Nossa Senhora dos Milagres (pela ‘Philarmônica Nossa Senhora dos Milagres’), tivemos a visita ao ‘Museum Regional do Cariry’ e no antigo colégio José Leal Ramos (atual clube da cidade) tivemos a formação da mesa e a recepção dos convidados. Estavam entre os presentes: Dom Genival Saraiva, Mário Araújo, Berilo Ramos Borba, Bismarck Martins de Oliveira, Balduíno Lélis, Marco di Aurélio, Profa. Lígia Pereira, Arnaldo Júnior Farias Doso, Rosa Maria do Nascimento (SEBRAE), Paulinho de Cabaceiras, dentre outras personalidades.

Destacamos a participação de nove membros da Associação Boqueirãoense de Escritores - ABES, que ao exibirem banners com suas poesias, ‘quebraram’ o protocolo da Reunião, levando todos os convidados a apreciar o mural de poesias. Foi notória a empolgação e admiração dos presentes àqueles escritos regionais, que através da rima exaltavam a áurea e o povo interiorano da Paraíba, buscando seus misteres mais singulares.

A ABES (http://abespb.blogspot.com), presidida pela poetisa Mirtes Waleska Sulpino, foi fundada em fevereiro de 2009 e vêm movimentando a vida poética da região através de concursos e eventos. Mirtes foi agraciada com o título de ‘Sócio Honorário’, o que para a poetisa representa: “ a grandeza que hoje a Associação tem em toda a região do Cariri Paraibano, levando a poesia a todos àqueles que acreditam que através da leitura, e conseqüentemente do conhecimento, é que se pode transformar o meio em que vivem”.

Mais +...
Com fotos de Malcy Negreiros

Poetisas Boqueirãoenses em Campina Grande


Na semana nacional da Violência contra a Mulher, (novembro/09) aconteceu no município de Campina Grande, na Praça da Bandeira um Sarau Poético encerrando a semana de atividades. As escritoras Mirtes Waleska Sulpino, Magna Vanuza Araújo e Shirley Vasconcelos participaram do Sarau que também contou com a presença da professora universitária e poetisa Almira Araújo e Dona Nildinha Gondim, poetisa e a mãe do prefeito Veneziano Vital.

.

8 de dez de 2009

SELETIVA PARA A I COLETÂNEA SÉCULO XXI


Inscrições de 15 de DEZEMBRO a 20 de JANEIRO de 2010

(Preferencialmente pela INTERNET ou pelos Correios)
Inscrições GRATUITAS

A PoeArt Editora de Volta Redonda RJ, institui a I Coletânea Século XXI (depois do sucesso das Antologias Poéticas de Diversos Autores, Vozes de Aço I, II, II, IV, V e do livro Cardápio Poético), para premiar autores de ambos os sexos, maiores de dezoito anos, amadores ou profissionais, somente residentes no país, na categoria: Poesia, em língua portuguesa, tendo como objetivo principal à descoberta de novos autores e o intercâmbio cultural entre os participantes.

.

3 de dez de 2009

Reconhecimento


Poetas Boqueirãoenses recebem o Título de Membro Honorário do INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRAPHICO DO CARIRY PARAHYBANO

No seu 4º aniversário de fundação o IHGC com uma vasta programação que acontece neste sábado (5) no município de São João do Cariri, os membros da Associação Boqueirãoense de Escritores receberão o título de membros honorários do Instituto.

(Alguns poetas: Maxwell Dantas, Magna Vanuza Araújo, Aparecida Farias, Shirley Vasconcelos, Mirtes Waleska Sulpino, Paula Francinete e Jane Luiz Gomes)

A ABES fundada em 28 de fevereiro de 2009 na cidade de Boqueirão, Cariri da Paraíba, vem promovendo várias atividades culturais tendo a literatura como agente transformador da formação social e cultural do cidadão, permitindo que o mesmo tenha outra visão do seu papel, incentivando-o a participar do processo sócio-cultural do país, começando pela sua própria cidade.

Para a Presidente da ABES, a Poetisa Mirtes Waleska Sulpino, “esse título demonstra a grandeza que hoje a Associação tem em toda a região do Cariri Paraibano, levando a poesia a todos àqueles que acreditam que através da leitura, e conseqüentemente do conhecimento, é que se pode transformar o meio em que vivem” .
.

1 de dez de 2009

O que é ler um livro?


Revista Capitu



'Entre o livro não-lido e o livro lido, existe uma gradação de formas com que se entra em contato com a história'. Essa é uma frase de Pierre Bayard, autor do livro Como Falar dos Livros que Não Lemos, destaque da Flip 2008. Capitu relembra essas ideias do autor para ampliá-las de várias formas. Vamos falar de imposições culturais, erudição forçada e a ignorância do modo pelo qual entramos em contato com livros — e, por extensão, com arte e conhecimento. O modelo que temos privilegia certa hipocrisia cultural, o fingimento acadêmico? Essa ideia será defendida por um artigo sobre o ‘preço’ de um currículo Lattes, E mais, mais ainda: alguns textos que escrevo, sob influência bayardiana, sobre autores que não conheço. E a abertura à sua participação. Escreva sobre autores que não tenha lido. Que 'não conheça'. Quem disse que não conhece?

.