27 de jul de 2011

O rejeitador

Nos Estados Unidos, os escritores não costumam fazer contato direto com as editoras. Esse papel é dos agentes literários, que recebem os originais e as cartas de apresentação dos escritores que desejam ser publicados. Boa parte desses livros é recusada e uma assistente de uma agência literária de Nova York resolveu fazer um blog sobre isso.

Essa garota, que mantém sua identidade em segredo, tem como trabalho ler as cartas e parte dos livros e aceitálos ou rejeitá-los. O conteúdo do blog é muito engraçado e, além de contar histórias que ninguém imaginaria que acontecem dentro de agências literárias, a garota dá dicas preciosas àqueles que querem ingressar no mercado editoral. No endereço http://rejecter.blogspot.com, em inglês.

21 de jul de 2011

ABES participa do Literatura em Revista no Centro Cultural do BNB em Sousa


Apresentações de Atividades Literárias
Parede poética: Novos Poetas do Cariri Paraibano
Associação Boqueirãoense (Boqueirão-PB) Dia 11, qui, 19h30
Poemas nascidos no solo quente do semiárido paraibano. Versos que falam da vida no Cariri com poemas de Dunga Jr, Malcy Negreiros, Mirtes Waleska, Shirley Vasconcelos, Jane L. Gomes, Gelda Moura, Maxwell Dantas e Magna Vanuza. 60min.

Confira a programação completa

Qual gênero literário é a sua cara?


Suspense, romance, poesia ou quem sabe uma biografia? São muitos os gêneros literários e mesmo os leitores mais ecléticos acabam se identificando mais com determinado gênero. Antes de escolher que livro levar com você nessas férias, que tal responder ao teste abaixo e descobrir qual tipo de literatura tem mais a ver com o seu perfil?

Vale lembrar que os resultados não são taxativos. A Estante Virtual entende que a personalidade de uma pessoa não pode ser resumida às respostas dadas às perguntas abaixo. Além disso, a escolha de um livro é um ato de prazer e liberdade. Não obedece a regras. Aqui na Estante, você pode escolher o que mais lhe agrada entre livros de todos os tempos, autores, editoras e assuntos. Responda ao teste como uma divertida brincadeira, boa leitura e boa viagem!

Dicas: anote suas respostas em um papel, some os pontos e confira os resultados ao final deste post.

20 de jul de 2011

Prêmio Literário José Lins do Rego



 
Já estão abertas as inscrições para o Prêmio Literário José Lins do Rego, iniciativa da Fundação Espaço Cultural (Funesc) em parceria com A União. Os interessados têm até 5 de setembro para enviar suas propostas e concorrer gratuitamente nos gêneros romance ou novela, poesia, infanto-juvenil, dramaturgia, ensaio literário e conto ou crônica.
O concurso é exclusivamente voltado aos autores naturais da Paraíba que morem ou não no Estado, como forma de incentivar a produção literária local. Serão selecionadas 10 obras, sendo duas em cada categoria. Os candidatos contemplados receberão, além da publicação de suas obras, prêmios em dinheiro no valor líquido de R$ 2 mil cada, por méritos iguais entre si, sem distinção de colocação, e 100 exemplares de sua obra, a título de direitos autorais em forma de produto.
De acordo com o regulamento, o prêmio tem a finalidade de estimular a criação e a divulgação de obras literárias de autores paraibanos, bem como dar oportunidade de revelar e reconhecer talentos em todos os municípios do Estado através da publicação de textos inéditos.
A inscrição é gratuita e a ficha, assim como o edital, podem ser acessados pelo site da Funesc (www.funesc.com.br).



Premiação

Serão selecionadas 10 obras, sendo duas de romances, duas de contos ou crônicas, duas de poesia, uma de dramaturgia, uma de ensaio e duas de literatura infanto-juvenil.
Serão impressos 600 exemplares de cada obra, a serem distribuídos em bibliotecas escolares e públicas estaduais, outras instituições do Estado e com os autores.
Os prêmios, em produto e dinheiro só serão entregues durante o período coincidente do lançamento das obras. A Funesc, juntamente com A União, terá prazo de até 12 meses para a edição e publicação das obras, a contar a partir da divulgação dos selecionados.

13 de jul de 2011

ABES tem projetos habilitados

 
CINEMAIS

A Secretaria de Educação e Cultura, através da Subsecretaria de Cultura (hoje, Secretaria de Cultura), em parceria com o Ministério da Cultura, lançou em 2010 o Edital CINE MAIS CULTURA, contemplando 40 municípios do interior do Estado que ainda não possuem este importante equipamento cultural.
O município de Boqueirão teve dois projetos habilitados e aguarda o parecer final da SECULT PB para receber esse Kit, as instituições que tiveram seus projetos habilitados foram a ABES (Associação Boqueirãoense de Escritores) e o CEFAR (Centro de Formação Artística de Boqueirão).
O Cine Mais Cultura é uma ação do Programa Mais Cultura, desenvolvido pelo Ministério da Cultura. O Cine Mais Cultura apóia a implantação e programação de salas de exibição audiovisual alternativas em municípios de todo país. O objetivo do programa é fomentar o desenvolvimento cultural em diversas regiões do Brasil, a partir da constituição de uma ampla rede de exibição e difusão audiovisual. Como conseqüência espera-se que os Cines promovam: a democratização do acesso a obras audiovisuais, com ênfase na produção brasileira; a formação de público com visão crítica; e a formação de redes sociais e culturais que viabilizem o intercâmbio e a divulgação de informações. Os CINES destinam-se, prioritariamente, a comunidades que não têm acesso ao cinema e a produções audiovisuais, situadas em pequenos municípios e periferias de grandes centros urbanos. A própria comunidade poderá escolher a programação do CINE conforme seus interesses e necessidades de informação e entretenimento.

PONTOS DE LEITURA

Ainda em 2010 o Governo Estadual lançou edital para seleção de 20 Pontos de Leitura, com o repasse de R$ 20.000,00 para cada ente selecionado. A ABES também teve seu projeto habilitado aguardando, com previsão de entrega para o segundo semestre de 2011, parecer final da SECULT PB.
O objetivo desses PONTOS DE LEITURA é realizar atividades para estímulo da atividade de leitura. O recurso é destinado para pequenas reformas, aquisição de mobiliário e equipamentos, além do acervo.

Fonte: Caderno de Cultura da Subsecretaria de Cultura, 2011.

Sede da Associação

Jogo da Literatura

Da Editora Abril

Avalie seus conhecimentos sobre 25 clássicos da Literatura Nacional e Estrangeira.

http://revistaescola.abril.com.br/swf/jogos/jogoLiteratura/jogoLiteratura.swf

Não um manifesto, uma manifestação



Uma "Rosa do Povo" germina em Boqueirão. Um eco de poesia dali; um causo contado acolá; contos e crônicas fervilhando por aí, e uma radícula de Literatuta de forma, e se inquieta, e quer brotar. Quando as condições ambientais são favoráveis, a semente germina. Uma raiz feita de letras quer romper o solo da inércia, ver a luz de uma aurora poética. E ela rompe. Vê-se agora uma caule: ele está lá, entre macambiras e xiquexiques, entre pedras e preás, ao regalo de um vento sem direção, mas sob um sol acolhedor. O tempo passa, o vento empurra, o sol aquece, a imesidão de um açude inspira, enquanto versos e parágrafos se entrelaçam e se retorcem, formando sutilmente galhos e espinhos: a Rosa está a caminhos! Desses galhos surgem vozes, surgem visões, surgem razões e delírios: um frêmito de arte se mistura à seiva desta planta, cujas folhas, viçosas, anunciam o desabrochar da Literatura em Boqueirão. Sou capaz de ouvir Drummond dizendo: "[...] um ouvido mais fino que escuta, um peito de artista que incha, e uma rosa se abre [...]". É Drummond... nós cultivamos essa Rosa, e nos regozijamos com o perfume de suas pétalas. Reguem, reguem essa Rosa, e propaguem o seu perfume.


Maxwell F. Dantas
(Membro da ABES)
Texto lido no encerramento da II FLIBO

Retomada


membros da ABES, governador Ricardo Coutinho,
prefeito Carlos José e o escritor Ariano Suassuna

 
Saudações Literárias!

Caros colegas escritores e leitores,

Após uma parada, não das atividades da Associação, mas das postagens do BLOG, retomamos com o compromisso de mantermos o blog da ABES atualizado, como uma prestação de serviços à todos que contribuem e simpatizam com o nosso trabalho que muito tem contribuído (sem falsa modéstia) para o engradecimento lítero-cultural da nossa região.

Este ano a ABES desenvolveu algumas atividades, dentre elas a FLIBO - Feira Literária de Boqueirão, que este ano junto com a Prefeitura, em nome do Prefeito Carlos José, de Dunga Júnior, do Secretário de Cultura Erasmo Rafael, da Secretária de Turismo Cléa Cordeiro, da Assessora de Imprensa Andréa Azevedo, da Presidente do CEFAR Josefa Pereira, da Secretária de Assistência Social Lúcia Batista, do Presidente da Câmara Renato Araújo, do Secretário de Infraestrutura Egnaldo Bernardino, do Secretário de Educação Eraldo Alves - e todas as escolas do município -, e demais Secretarias que contribuíram direta e indiretamente para a realização deste evento cultural, que se firmou em nosso Estado. Ressaltamos ainda, o apoio do Governo do Estado em nome do Secretário de Cultura Chico César, da Universidade Estadual da Paraíba em nome da Reitora Marlene Alves, a EDUEPB na pessoa do Prof. Sidoval e ainda a FUNJOPE com o grande Lau Siqueira e sua equipe e a FUNESC em nome de Lu Maia e toda sua equipe; também sem esquecer a ABRAEC em nome da Profa. Sudha e suas alunas que foram responsáveis - com maestria - pelos minicursos; ao pessoal do Núcleo Literário Caixa Baixa e Revista Blecaute, grandes grupos da literatura paraibana contemporânea; ao pessoal do FORUM Paraibano do Livro e da Leitura, que lançaram durante a feira o Plano Estadual do Livro e da Leitura da Paraíba.

Todos esses atores unidos em prol da cultura, cidadania, diversidade e LITERATURA; enfim, em nome da PROSA e da POESIA.

A FLIBO em sua primeira edição, mostrou que veio para ficar. Em 2010, contou com a presença de grandes nomes da literatura paraibana e nacional, à exemplo de Bráulio Tavares, com show de abertura do Poeta Jessier Quirino e homenageou o Escritor Paraibano Ronaldo Cunha Lima. Em 2011, seu segundo ano, mais uma vez, as águas de março trouxeram poesia à "Cidade das Águas"; foi a vez de prestar homenagem a um dos maiores escritores paraibanos, Autor do Auto da Compadecida, Ariano Suassuna, natural dessas terras daqui do Cariri.

Muita gente esteve conosco durante esta segunda edição. E queremos agradecer em VERSO e PROSA a presença de todos, dos que vieram daqui de pertinho, Astier Basílio, Samelly Xavier, Rodrigo Apolinário, Cris Leandro, Helder Pinheiro, Pedro dos Santos (Arca das Letras), Ailton Elisiário e Eneida Agra Maracajá; e dos que vieram de longe também, como Janaina Rico, Ana Brasil, Fredy Fevereiro, Carlito Lima, Isabelle Valadares, Bráulio Tavares e o grande mestre e homenageado ARIANO SUASSUNA.

Todos nós que fazemos a ABES agradecemos a todos os filhos de Boqueirão que abraçaram a FLIBO na Marcha pela Literatura, que levou às ruas da cidade os alunos do município e ainda alunos de outras cidades que estavam visitando a feira.

Os poetas de Boqueirão bradaram seus versos pelos quatro cantos da cidade, e foram ouvidos com a “poesia ao pé do ouvido”, declamados pelos “meninos de Marlene”.

Aqui foi plantada a semente. E como disse o repórter, até livro dá em árvore! “São os pés de livros” da Praça da ABES, cujas sementes são regadas o ano inteiro para florescerem em março, mês que acontece a FLIBO.

ABES,
Julho de 2011.