20 de fev de 2010

Poetisa Gêlda Moura lança cordel contando a história da ABES


Em seu folheto a autora relata como se deu a fundação da Associação Boqueirãoense de Escritores, em 28 de fevereiro de 2009, rimando versos com a história de quem queria propagar a poesia e a prosa.

"Quando alguém quer vencer
e sentindo a vida dar
faz como a Jane e a Mirtes
Que queriam propagar
os poemas que escreviam
para o povo do lugar"
(...)

"Foi assim que'las pensaram
em uma associação
pra reunir escritores
dessa nossa Boqueirão..."
(...)

"Porém enquanto não tinha
espaço pra reunião
a casa de Mirtes era
usada sem locação
Mirtes, muito obrigada
por sua compreensão"

"A garrafa de café
de jeito nenhum faltava
quando havia poetas
reunidos numa casa..."
(...)

"Nós formamos uma equipe
que parece mais família
um sempre ajudando o outro
sem ganância e sem cobiça
o "cafezim" acompanha
esses pequenos artistas"

"Quero que vocês conheçam
toda a equipe da ABES
da direção ao conselho
escritores da cidade..."

"Jane Luiz e Mirtes
Cleide e Aparecida
Marlene Pereira e Malcy
Paulina e Lúcia Batista
Paulo da Mata e Shirley
São pessoas de conquistas"

"Maxwell Fernandes
Gêlda Moura e outros mais
tem poetas e contistas
que chegaram nesse "cais"
tem também os cordelistas
artesãos e os demais"
(...)

"Deixo aqui um pedacinho
o começo de uma história
da nossa querida ABES
que agora se aprimora
aguardem próxima edição
o restinho dessa história"

Gêlda Moura
Poetisa Boqueirãoense
(outubro de 2009)
.

4 comentários:

* Nice disse...

Parabéns aos escritores da ABES, Boqueirão está de parabéns!

SweetSin disse...

Concordamos com a Nice, a cultura de Boqueirão está ganhando um sentido novo depois da ABES. *-*

:*

Priscilla Araújo disse...

Huum, adorei mesmo! Os poetas de Boqueirão são "arroxadas" mesmo! A única coisa que eu acho que vai abrir a mente dos habitantes dessa cidade é a Cultura mesmo. ^^

Estão de Parabéns as cordelistas e os demais escritores.

:*

John Wayne disse...

Concordo com Priscilla , cultura para todos!