27 de fev de 2010

28/02/2009 - 28/02/2010 - ABES: UM ANO DE ATUAÇÃO E REALIZAÇÕES

Boqueirão, 28 de fevereiro de 2009.

Saudações Literárias e Culturais,

Há um ano um grupo de entusiastas, amantes da prosa e poesia, fundaram a Associação Boqueirãoense de Escritores - ABES. Timidamente começaram a movimentar a cultura literária do município. Primeiro, veio o concurso literário, e a ABES tornou-se definitivamente conhecida, ganhou a cidade, as ruas, a Praça!

Muitas realizações, muitas conquistas. Uma parede poética, que fez-se grande e este ano se concretiza em livro: Coletânea dos Novos Poetas do Cariri Paraibano, que será lançada na 1ª FLIBO - Feira Literária de Boqueirão. Um projeto pioneiro no estado, e que com a ajuda dos que fomentam a cultura do nosso país, irá crescer e gerar bons frutos a cada ano.

ABES, primeira associação de escritores - ativa e atuante - da Paraíba.

Nós da ABES, só temos a agradecer àqueles que acreditaram em nosso trabalho, na nossa luta, na nossa teimosia e ousadia. Uma associação de escritores, não apenas para escritores, mas para quem acredita na transformação da sociedade através da leitura e do conhecimento que ela nos traz.

Parabéns à nós que fazemos a Associação Boqueirãoense de Escritores!

Mirtes Waleska Sulpino
Membro fundadora e Presidente da ABES
Membro do Instituto Histórico e Geográfico do Cariri Parahybano - IHGC
.

**********************************************
Convite à cultura

Vamos despertar ó cidade!
O sol majestoso já está a postos
E o vento sopra ao nosso favor.

Vamos cantarolar pelas ruas,
ao som das bandas da cidade,
venham, vamos comemorar juntos
o aniversário da ABES!

Vamos recitar nossos poemas,
receber em roda de viola
os velhos poetas e ouvir deles
os poemas da vida, da nossa história;
de um passado que se não de escrita,
mas de viva memória!

Bora! Venham olhar o futuro que já chegou,
vislumbrar a nova cultura que se iniciou
e correr para o abraço fraterno,
ao poeta que ainda decifra as primeiras rimas,
desabrochando em seu interior.

Acolher jovens, meninos e meninas,
que perambulavam a procura de palavras
Sem caminhos, sem chão, em nenhuma direção;
com ricas ideias soltas num vasto campo de interação,
desperdiçados pela falta de oportunidade,
que, hoje, é promovida pela ABES.

"Novos poetas do Cariri paraibano":
ousadia, valentia, determinação!
É a cultura que escorria de nossas mãos,
que outrora era perdida no tempo;
e hoje, se eterniza em ação.

A ABES abrigou a poesia,
o conto, os cordéis,
a literatura como um todo,
e como o todo se fez grande!

Será a precursora das histórias mais lidas
por esses cariris à fora, Brasil de antes,
Paraíba de agora!
Que às gerações,
perpetuará nossa memória!

Magna Vanuza Farias Araújo
Sócia fundadora da ABES
.

2 comentários:

Shirley Vasconcelos disse...

Faço dos versos de Vanusa e das palavaras de Mirtes as minhas palavras! PARABÉNS ABES!!!!!!! PELO SEU PRIMEIRO ANO DE VIDA, DE TRABALHO, DE AMOR, DE POESIA E OUSADIA! CONTANDO EM VERSOS A HISTÓRIA LOCAL, ETERNIZANDO NOS VERSOS OS SENTIMENTOS DOS POETAS QUE FAZEM BOQUEIRÃO A CADA DIA SE TORNAR A CIDADE NÃO SÓ DAS ÁGUAS MAS DA POESIA!

Malcy Negreiros disse...

Viva a poesia e parabéns a todos que fazem a ABES, sejam escritores,atrizes ou atores, declama-dores, ou só aprecia-dores do que é bom de ouvir, ver e sentir, sentir com o coração e a alma do poeta.